VEJA AQUI A OPINIÃO DE DIVERSOS COLEGAS SOBRE A ATUAÇÃO E A CANDIDATURA DE MARIO 

separador-linha-sombra.png

“O colega Mario Luiz Bonsaglia é daqueles que cresce diante das adversidades e está pronto para qualquer batalha. Já havia votado nele em 2017 e agora pretendo renovar o sufrágio. Mario foi diretor da ANPR entre 1999 e 2003, em tempos difíceis, e sempre defendeu a valorização da carreira. A postura de independência e combatividade repetiu-se na sua atuação como Procurador Regional Eleitoral em São Paulo, que contribuiu significativamente para a estruturação daquela PRE, nos mandados como Conselheiro do CNMP, depois no CSMPF, além de ter sido coordenador da 7a CCR e atualmente como membro da 6a CCR. Tem grande experiência tanto no direito penal como no direito público, inclusive perante turmas do STJ.”

 

(João de Carvalho Rocha - Procurador Regional da República na 4a Região)

 

"Estou acompanhando detidamente os debates ligados ao "processo democrático" interligado às discussões das ideias, projetos e sugestões dos candidatos à PGR (todos, ressalte-se, bem intencionados (competentes e atentos) em relação ao momento pelo qual passamos (necessidade de mudanças, preservação da independência funcional, desburocratização do MP brasileiro, entre outros). Nesse período, pude constatar as excelentes propostas do colega e candidato Mario  em atender aos anseios da maioria da carreira, além do seu excelente histórico de atuação na  7ª CCR, CNMP, CSMPF, 2ª CCR, defesa da lista tríplice, entre outros. De fato, inúmeros colegas referenciaram seu trabalho comprometido não só com a independência funcional, mas com o respeito à atuação dos Membros, alinhando-se, desta forma, com os princípios democráticos inerentes à missão institucional do MP”.

 

 

(Leandro Bastos Nunes - Procurador da República na Bahia)

 

separador-linha-sombra.png

"Durante sua gestão na 7º CCR, Mário demonstrou consistência e disponibilidade. Ainda agradeço o único apoio institucional, frente a agressões externas, que recebi em quase 13 anos de carreira".

 

(Ivan Claudio Garcia Marx - Procurador da República no Distrito Federal)

 

separador-linha-sombra.png

Igualmente conte com meu voto e com meu apoio. Agradeço, publicamente, a sua visita aos Kaiowá e Guarani, durante a passagem da CIDH por Dourados/MS. 

 

(Marco Antonio Delfino de Almeida -  Procurador da República no Mato Grosso do Sul)

 

separador-linha-sombra.png

"A sua candidatura traz esperança de mudanças e avanços efetivos no MPF e que tenhamos um PGR que realmente tenha no diálogo uma diretriz.

Pude acompanhar de perto sua dedicação integral à nossa instituição, sua atuação independente e serena e sua permanente preocupação em prestar contas aos colegas e prestar-lhes o suporte que fosse possível em cada caso.

Estou certo de que sua liderança institucional nos levará a outro patamar de valorização dos membros, em todas as áreas".

 

(Marcelo Godoy -  Procurador da República em Itajaí/SC)

 

separador-linha-sombra.png

"É com enorme satisfação que recebo a notícia da sua candidatura. Sou sua eleitora há considerável tempo! Você possui qualidades indispensáveis para liderar e renovar a nossa carreira em momento institucional tão delicado. Como você disse, sim, o momento é de desesperança e o pessimismo tomou conta de muitos.

A minha esperança está em você. Digo isto porque acompanho a sua bela trajetória desde que ingressei no MPF há mais de 17 anos. Pude perceber a sua sensibilidade e preocupação em auxiliar e atender os colegas quando atuei em controle externo da atividade policial e você era Coordenador da 7CCR. Tão confortante saber que havia um líder pronto a me ajudar nas demandas daqui do DF. Sua atuação foi igualmente impecável como Conselheiro do CSMPF e como Representante do MPF no CNMP, para ressaltar apenas alguns exemplos marcantes.

Sua ampla disponibilidade de resgatar a nossa dignidade e a atratividade da carreira constitui um verdadeiro alento para todos nós!

Obrigada por apresentar seu nome mais uma vez à classe! Só temos a ganhar com o seu preparo e independência".

 

(Michele Rangel de B. Vollstedt Bastos -  Procuradora Regional da República na 1a Região)

 

separador-linha-sombra.png

"Em um momento de tribulação pelo qual passamos, é um alento contar com sua experiência, sobriedade, independência e compromisso com a instituição. 

Você é um colega extremamente qualificado, que se preparou por muito tempo, que sabe dialogar com a classe e sempre agiu com transparência. 

Confio na sua dedicação institucional e sobretudo no seu histórico para reparar perdas que temos tido.

Mais do que simplesmente acreditar em promessas, você tem um histórico de décadas defendendo ideias (como a função eleitoral para Membros do  MPF) o que me faz ter certeza de que novos rumos se apresentam. 

Assim, como PGR, mais do que cumprir promessas, você terá a chance de implementar algo que sempre defendeu e pediu a quem detinha o poder, mas que não foi ouvido. 

Diálogo, transparência, sobriedade, experiência e firmeza no jeito de agir marcam a sua trajetória. E por isso que votarei em você!"

 

(Thiago Lacerda Nobre -  Procurador-Chefe da Procuradoria da República em São Paulo)

 

separador-linha-sombra.png

"Fui lotado, e depois esquecido (sou um daqueles que não puderam remover, sabe-se lá o porquê do motivo..), em Tabatinga por quase dois anos. 

Sua atenção com o chão da fábrica sempre foi excepcional.

Quando esteve à frente da 7a CCR ajudou muito, realmente tentava resolver os problemas que colocávamos. Certa vez me colocou em contato com o Corregedor-Geral da Polícia Federal, e fez o contato pessoalmente. Dentre outras...

Sempre tratou a mim, lá quase em outro país, fuso de 3 horas a menos, com muito respeito. 

Quando esteve na subcomissão de reestruturação também nos ouviu com muita atenção (junto com a Dra.Ela). Nos ouviu, não tinha a única imagem de muitos que queríamos sair daquelas PRMs a todo custo. Nos também queríamos ajudar com uma solução. 

Entendia a situação e a completa ineficácia de manter uma PRM em local tão inóspito, diferente de muitos colegas que nunca pisaram, ou passaram por lá (o que é uma aventura bacana) e diziam/dizem que era/é tranquilo (como disse um colega uma vez na rede: pimenta nos olhos dos
outros é refresco). 

Pensar em uma Administração em que seremos respeitados, defendidos e ouvidos é um alento". 

 

 

(Alexandre Aparizi -  Procurador da República em Altamira/PA)

 

separador-linha-sombra.png

"Mario tem todo o meu apoio, como sempre teve desde que o conheci, ainda servidor do MPU em 2007 - eu ainda não votava, mas torcia, vendo no cotidiano sua seriedade em construir um MPF cada vez mais forte e justo.

Em uma eleição altamente qualificada pelo nível dos candidatos, um dos trunfos do Mario, além da experiência riquíssima em diversas áreas no MPF e CNMP (que acompanhei, em boa parte, a partir da posição privilegiada de assessor), é sua capacidade de agregar e construir consensos num ambiente frequentemente polarizado, tendo por linha mestra sempre a transparência, a técnica e o apego à Constituição.

Nestes tempos difíceis para o MPF, faço votos de que, aconteça o que acontecer, saibamos fortalecer a coesão interna, administrando as diferenças e construindo pontes de diálogo, transparência e participação".
 

 

(Ricardo Augusto Negrini-  Procurador da República no Pará)